4.11.09

Apelo


Em poucas palavras, gostaria de lhes dizer como ocorre a destruição de um sonho:


Ela vivia por aquilo desde sempre. E aquilo chegou tão perto dela, mais perto do que nunca. Ela esticou a mão e quase tocou. Mas aí veio uma mão maior e a puxou, dando várias desculpas e obrigando-a a manter distancia. Ela manteve distancia. Mas aquilo começou a distanciar, diminuir, só ela precisava mais que tudo. Com as poucas forças que lhe restavam, começou a arrancar as cordas que a prendiam. Outras mãos apareciam para empurra-la, enquanto ela encontrava novas mão para ajuda-la. O fim ela só podia imaginar. Imaginava abraçada com aquilo, chorando de alegria. Mas era só imaginação.

Um comentário:

  Gio Buono disse...

lindo, foi a mão que me empurrou pra correr novamente atrás do meu sonho :)