27.1.09

Carta


Ao ladrão do meu sanduiche.
Sim, eu sei quem foi que roubou o meu sanduiche. O meu querido sanduiche com atum, maionese, ketchup, alface, tomate, banana, carne, molho especial e outros condimentos.
Ninguém resiste àquele monte de comida junta entre dois pedaços de pão com picles de sobra.
Agora, se você, ladrão de sanduiches, quiser viver, traga-me amanhã, às 2 e 43 da tarde, o meu sanduiche. E sem nenhum grão de gergelim a menos !
Grata.
Acho incrível como cada vez nos preocupamos mais com coisas estúpidas e no final recorremos á violência

2 comentários:

Helder disse...

o.O

Ainda bem que não fui eu! :P

xD

Gárgola disse...

A violência... O sanduíche é uma boa metáfora das coisas que preocupam a sociedade ‘emburrecida’!
bxxs

PS: Já passou a hora. O sanduba apareceu?

*)